Tecnologia a Serviço da Previdência Social

O INSS, consultar extrato INSS conhecido por muitos, nada mais é do que um braço do Ministério da Previdência Social que é responsável por administrar todos os serviços como aposentadorias e pensões dos trabalhadores regulares do Brasil. Para executar todo este trabalho a previdência possui alguns órgãos sob o seu comando, responsáveis por atender a frentes e serviços específicos prestados ao cidadão.

O INSS é responsável por toda o recolhimento de valores dos trabalhadores e repasse a previdência, também é o responsável por pagar os trabalhadores que são aposentados ou estão com algum tipo de afastamento temporário. Muitos dos serviços do INSS envolvem tecnologia como sites e serviços na internet, são eles as consultas da tabela INSS 2019, cadastros e etc.

Simule sua aposentadoria

Todos estes serviços de tecnologia são prestados por outro subdepartamento chamado DATAPREV, ele é responsável por todo o processamento de dados da previdência social. O INSS Dataprev faz também o armazenamento de todo o histórico de transações e pagamentos de todos os cidadãos que possuem o direito de receber aposentadoria ou algum recurso financeiro.

O Dataprev possui um site próprio onde através dele você pode consultar diversos serviços de consulta e cadastro da previdência social, ao acessar o site você verá esta tela com um menu onde você tem de forma organizada, todos os serviços a sua disposição.

O endereço do site é http://portal.dataprev.gov.br/ nele além de tudo você pode também consultar as datas de concursos públicos para trabalhar na Dataprev como um funcionário público. Você tem logo de cara uma sessão de notícias contendo todas as novidades ligadas a empresa, além de servir o ministério da previdência social o Dataprev também presta serviços a receita federal e outros departamentos públicos do país.

Existe uma área de contato que você pode enviar suas sugestões e críticas a eles e ser respondido após algum tempo dependendo da demanda. Se tiver dúvida sobre como consultar o seu INSS Extrato acesse nossa página inicial.

Lista de Espera para Cirurgia Bariátrica

O Sistema Único de Saúde disponibiliza para pacientes com obesidade mórbida a cirurgia bariátrica, conhecida como cirurgia de redução de estômago. Veja quais são os requisitos para conseguir uma cirurgia de redução de estômago gratuita pelo SUS. Além disso, é preciso possuir o Cartão do SUS e ser cadastrado no Sistema Único de Saúde.

O primeiro passo é procurar a secretaria de saúde do seu município, onde o paciente será informado sobre o que fazer e encaminhado para os profissionais que o acompanharão e analisarão a necessidade ou não da cirurgia, se o paciente se encaixa nos requisitos pré-determinados.

Mas a notícia não muito boa é que é necessário entrar em uma fila de espera que pode durar até cinco anos, já que são muitos casos no país e o SUS tem dificuldade em atender todo mundo de imediato. De todas as cirurgias de redução de estômago realizadas no Brasil, apenas 10% são feitas pelo SUS.

Clique aqui para conferir a lista completa de procedimentos oferecidos de graça pelo Sistema Único de Saúde.

Requisitos para se conseguir a cirurgia

Apenas pacientes com obesidade mórbida conseguem a cirurgia gratuita. É necessário que se tenha o Índice de Massa Corporal (IMC) de 40kg/m², ou maior com ou sem morbidades provocadas pela obesidade que provocam risco de vida.

Mas é necessário que já se tenha tentado outras medidas alternativas antes por pelo menos dois anos.  Pacientes com IMC de 35 a 39,9 kg/m² que obtiveram doenças crônicas provocadas pela obesidade também estão nos requisitos.

Não possuir doenças psiquiátricas que interfiram na compreensão do paciente sobre o procedimento e os resultados é um impedimento para conseguir a cirurgia.

Preparação para a cirurgia bariátrica pelo SUS.

Antes da cirurgia é necessária uma preparação de pelo menos dois anos com equipe médica e psicológica, já que a mudança na vida do paciente será muito grande. Mudanças depois da cirurgia de redução de estômago. O acompanhamento psicológico após a cirurgia deve continuar, já que as mudanças estão ocorrendo.

O emagrecimento é muito rápido no início, pois a capacidade cai de uma dieta de 2000 calorias para apenas 800. 70% dos efeitos acontecem após a cirurgia. É importante ter em mente que não irá acontecer um milagre na vida da pessoa, a cirurgia vale a pena, mas em 99% dos casos é necessário uma outra cirurgia para retirada de excesso de pele.

Guia do Bolsa Familia

O registro de uma família no CadÚnico não significa sua inclusão automática no Programa Bolsa Família 2018. Existe um processo com vários critérios para a ingressão da família no Bolsa Família, conforme descritos a seguir:

Bolsa Família 2018
Bolsa Família 2018

As etapas iniciais para o ingresso da família no Bolsa Família 2018 são: habilitação e seleção de famílias. A habilitação e seleção de famílias pelo CadÚnico para o ingresso no Programa Bolsa Família são realizadas com base em três critérios:

  1. Informações existentes no Cadastro Único;
  2. Estimativa de pobreza do município conforme Censo IBGE;
  3. Disponibilidade orçamentária.

Caso o município já tenha excedido um dos 2 últimos fatores citados, só serão disponibilizadas novas vagas, se outras famílias saírem do perfil para o Programa, com exceção de famílias indígenas, quilombolas e retirados do trabalho análogo ao escravo, que são prioritárias para o recebimento do benefício do PBF, desde que atendam os critérios de elegibilidade do programa.

A habilitação de famílias é o processo que verifica se as famílias inscritas no CadÚnico atendem aos critérios de elegibilidade do PBF. Não estará habilitada ao PBF as famílias:

  • Com renda per capita maior do que R$140,00;
  • Com renda per capita entra R$70,00 e R$140,00;
  • Que não possua criança e/ou adolescentes de 0 a 17 anos na sua composição;
  • Que recebam benefícios do Peti em valores maiores que do PBF;
  • Cuja data da última atualização cadastral seja maior ou igual a 24 meses;
  • Cuja habilitação tenha sido impedida por decisão judicial;
  • Inscritas no CadÚnico com informações cadastrais inconsistentes, tais como: multiplicidade cadastral, Responsável Familiar com idade inferior a dezesseis anos, dentre outras.

Atendendo aos critérios de elegibilidade do PBF, a família torna-se habilitada a seleção. Tal seleção é realizada mensalmente de modo automático no Sistema de Gestão de Benefício, classificando em ordem de prioridade as categorias da Portaria 341/2008. A concessão de benefícios é realizada exclusivamente pelo MDS, em parceria com a CAIXA, através do Sistema CadÚnico. Basta que você realize uma consulta ao Bolsa Família e tenha mais informações.

Governo estuda lançar nova tabela do INSS 2018

Tabela INSS 2018 – Uma das maiores autarquias do Brasil, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem como objetivo resolver todos os assuntos que englobam a providência social, saúde e assistência social. A nova tabela INSS é uma importante ferramenta de trabalho para todos os gestores e também funcionários.

É a partir dessa tabela que são realizados os cálculos da contribuição de cada um para o INSS, que é o que garante benefícios como o auxílio doença e a aposentadoria.

Tabela INSS 2018

A tabela INSS 2018 é mensal e poderá ser usada para consulta em relação as faixas de salários e as alíquotas que serão utilizadas para o cálculo da contribuição ao INSS. É importante lembrar que as tabelas para empregado doméstico e demais trabalhadores avulsos têm faixas e alíquotas diferentes das tabelas dos contribuintes facultativo e individual.

Tabela INSS 2018

Confira a seguir a atualização da nova tabela INSS 2018:

A tabela poderá ser acessada ainda no site oficial da Previdência www.previdencia.gov.br.

Para empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso:

Salário de contribuição R$:

R$ 1.399,12;

R$ 1.399,13 até 2.331,88;

R$ 2.331,89 até 4.663,75.

Tabela para contribuinte individual e facultativo:

Salário de contribuição R$;

R$ 788,00;

R$ 788,00;

R$ 788,00 até 4.633,75 20

Quanto as pessoas inclusas na primeira tabela INSS 2018 tiverem mais de um vínculo de emprego, todas as remunerações devem ser parte de somatória para então saber qual o valor correto que enquadra a alíquota citadas na primeira tabela de contribuição. Já o pagamento do décimo terceiro salário não deverá ser somado como enquadramento para os cálculos da tabela.

O pagamento INSS 2018 atenderá mais de 32 milhões de pessoas em todo o território nacional, entre aposentados, pensionistas e também segurados do INSS. O calendário com todas as datas de pagamento é importante por auxiliar as pessoas que serão beneficiados que poderão se organizar neste ano através do dinheiro que será pago.

Critérios de Pagamento do INSS

O critério para o calendário pagamento do INSS online é feito através do último número do cartão do beneficiado. Se a data de pagamento coincidir com algum dia do final de semana ou feriado nacional, o pagamento será realizado no próximo dia útil seguinte. Confira abaixo a tabela do calendário de pagamento e aproveite para organizar as suas finanças no decorrer do ano.

Este é o calendário pagamento INSS do ano de 2018 totalmente atualizado e fornecido pela Previdência Social. É importante lembrar ainda que o pagamento INSS 2018 é feito de imediato para aqueles que são segurados e recebem o piso previdenciário. Para essas pessoas, o pagamento é realizado até o quinto dia útil de cada mês.

Como sacar e receber o Abono PIS 2019?

PIS 2019: Como receber, sacar? Se você não sacar o abono salarial do seu PIS 2019, o valor será devolvido para o FAT, por isto, saiba agora como fazer para receber o seu benefício. Saiba mais lendo as informações abaixo. PIS 2019: Como receber, sacar?

Abono salarial Caixa
Abono salarial Caixa

Para ter direito ao PIS 2019, o trabalhador precisa atender os seguintes requisitos:

  • Já estar cadastrado no PIS pelo menos há 5 anos;
  • Ter recebido uma remuneração média mensal de no máximo 2 salários mínimos durante o ano-base;
  • Ter trabalhador pelo menos 30 dias consecutivos ou não, durante o ano-base;
  • E ter informado corretamente seus dados ao empregador que deverá ter feito a RAIS – Relação Anual de Informações Sociais. O abono salarial equivale a 1 salário mínimo, vigente no momento do pagamento.

É importante lembrar que o Abono Salarial e os rendimentos do PIS não ficam disponíveis para saque o ano inteiro, por isto, assim que chegar a data para saque, o contribuinte deverá retirar o seu abono. Fique atento à data de pagamento do seu PIS para não perder o benefício.

Calendário PIS PASEP
Calendário PIS PASEP

Se você não sacar o seu Abono Salarial, o valor será devolvido para o FAT – Fundo de Ampara ao Trabalhador. Todos os anos, milhares de brasileiros deixam de sacar a tabela pis 2019, seja por desconhecimento ou esquecimento, por isto, saiba agora como proceder para sacar o abono salarial do seu PIS!

Para sacar o abano salarial do seu PIS 2019, primeiro você deverá separar um documento de identificação com foto, depois é só consultar o calendário de pagamento do Abono Salarial para o PIS 2019, para saber a data de pagamento do seu benefício.

Se você tiver o “Cartão Cidadão” poderá sacar em qualquer agência da Caixa Econômica Federal nos caixas eletrônicos, ou se preferir, pode sacar o abono salarial em um Correspondente Caixa Aqui ou em na Casa Lotérica mais próxima.

Mas se você não tem o “Cartão Cidadão”, para sacar o Abono Salarial, deverá ir a uma agência da Caixa Econômica Federal, portando um documento de identificação com foto. E você poderá aproveitar para solicitar o seu “Cartão Cidadão”, assim, da próxima vez você poderá receber o calendário PIS 2019 de forma mais rápida, sem enfrentar filas. Ao solicitar seu Cartão Cidadão, você já deve cadastrar sua senha. E quem possui conta individual na Caixa, tem o abono salarial depositado diretamente em sua conta, desde que haja um saldo mínimo de R$ 1,00 e que a conta seja movimentada regularmente.

Além de levar um documento de identificação com foto, tenha em mãos sua Carteira de Trabalho e também o número de inscrição no PIS. PIS 2019: Como receber, sacar? Em caso de dúvida sobre o PIS, consulte pessoalmente a Caixa Econômica Federal indo a uma agência mais próxima, ou ligue para o telefone: 0800 726 0207.