Dunga vai comentar Copa para uma TV mexicana

Capitão do tetra, Dunga chegou à Copa do Mundo passada no centro dos holofotes. À frente da seleção brasileira, havia sido campeão da Copa das Confederações e fizera a melhor campanha nas Eliminatórias Sul-Americanas. Quatro anos depois, a realidade é diferente, para não dizer desanimadora.

Desempregado desde outubro do ano passado, o treinador terá papel de coadjuvante no Mundial do Brasil. Vai ser comentarista da TV Azteca. Por ironia do destino, uma emissora do México, adversário do Brasil na fase de grupos. Dunga falará diariamente, por cinco minutos, sobre o Mundial, com foco no Grupo A do torneio.

Nas últimas semanas, durante a preparação do México para a Copa, o gaúcho esteve no país. Por lá, acertou detalhes de seu contrato e assistiu à vitória do time do técnico Miguel Herrera, por 3 a 0, sobre Israel.

Se, profissionalmente, as coisas não têm dado certo para Dunga desde 2 de julho de 2010, data da eliminação para a Holanda nas quartas de final do Mundial sul-africano, ele pretende usar a Copa de 2014 para dar a volta por cima. Além dos comentários para a TV Azteca, Dunga ainda participará de algumas transmissões de jogos pela TV Al Jazeera, do Catar.

Quatro anos atrás, nessa mesma época, Dunga dirigia o Brasil nos amistosos contra Zimbábue e Tanzânia, que serviram como preparação para a Copa. Era capa das principais publicações de futebol do mundo. Hoje, sem badalação alguma, está no Irã, para compromissos da Al Jazeera.

Dunga comentará também sobre os estádios da copa do mundo 2018 e sobre tudo que irá acontecer nos jogos.

Favoritismo – Com a experiência de quem já disputou Copas como jogador e técnico, Dunga aposta no hexa. “Acho que o Brasil não vai deixar escapar uma chance como essa”, avaliou, em uma recente palestra. “Até porque joga em casa, tem qualidade e fez uma preparação física equilibrada.”

O gaúcho está convencido de que a condição atlética terá papel preponderante. “Nossa seleção se planejou melhor. O México jogou quatro vezes em 12 dias… Ainda fez duas viagens, uma para os Estados Unidos e outra para o Brasil”, aponta. “Já o time do Felipão evitou o desgaste e está no caminho certo.”